Páginas

domingo, 20 de março de 2011

EXPERIÊNCIAS CULINÁRIAS: MOLHO RÁPIDO DE TOMATES

Quando era solteira e morava na casa de minha mãe, o molho de tomates utilizados nas receitas, quase sempre era caseiro. Contudo, desde que casei e virei a rainha do meu lar: seja por causa da preguiça, seja pela comodidade, passei a consumir os molhos prontos de caixinha.
Mas de uns tempos pra cá, o sabor deles tem me incomodado, acho que têm um gosto excessivo de tempeiro pronto e interfere no sabor das final dos pratos.
Sendo assim, estou retornando às raízes e, sempre que possível, passando a produzir meu próprio molho caseiro.
E me pergunto: por que será que quase sempre somos seduzidos e induzidos a consumir produtos industrializados, quando temos a certeza que os alimentos caseiros são muito mais saudáveis e baratos?
Pois bem, nesse findi, executei um molho simplérrimo de tomates, adotando alguns conceitos da receita o "mais rápido molho de tomates" de Jamie Oliver, no livro: "Jamie em Casa".
Bom, a receita é a seguinte

INGREDIENTES:

Óleo de Oliva
4 dentes de alho descascados e fatiados finamente
folhas rasgadas de manjericão fresco
3 latas de tomates pelados (400g cada)
sal e pimenta do reino

MINHAS ALTERAÇÕES: Como não compreendo a razão de usar tomates pelados INDUSTRIALIZADOS, quando tenho tomates frescos em casa, usei 4 tomates comuns e um bom punhado de tomates cerejas beeeem vermelhinhos.
E na hora de temperar, além do sal e da pimenta, acrescentei uma pitada de açúcar, para cortar a acidez do molho.

MODO DE PREPARO:

Numa panela coloque o azeite para aquecer um pouco e em seguida o alho e o manjericão, para darem uma dourada.
Depois jogue os tomates picados grosseiramente (no meu caso, com pele e sementes, pois curto o molho mais rústico e pedaçudo), mas se preferir, pode retirar a pele e as sementes ou ainda pode adotar os tomates em lata.
Deixe cozinhar até os tomates desmancharem. Eu fui acrescentando um pouquinho de água de vez em quando para permitir o cozimento, sem secar completamente o molho. Demora aproximadamente uns 10 minutos.
Depois disso, acrescente a pitada de açúcar e acerte o sal e a pimenta, mais cinco minutinhos de fogo baixo e ESTÁ PRONTO, você já pode consumir.
Contudo, para dar uma encorpada no molho, também pode bater rapidinho no liquidificador, na função pulsar ou no mixer. Leve ao fogo para cozinhar em fogo baixo por mais uns 5 minutos.
Esta versão é ideal para pizzas, para o parmegiana...
Se fizer em quantidade, dá para congelar em potinhos de requeijão e consumir durante toda a semana. Principais vantagens de preparar seu próprio molho de tomates: é barato, é rápido, com baixas calorias e é bastante nutritivo.

Um comentário:

  1. Oi linda
    Amei a receita, também acho meio sem objetivo usar os tomates enlatados, mas ...Adoro coisas com molho, bem coisa de gordo, ainda bem que pelo menos o de tomates é levinho.Essa idéia de congelar é ótima principalmente quando a gente encontra o produto em oferta, ja que ele dura tão pouco tempo.
    Falando em cozinha, aqui sou sempre eu, até enjoo da minha comida, mas pra deixar mais leve aboli o óleo quase completamente do fogão, a não ser quando é realmente necessário. Por ex, quando cozinho feijão, ponho vários temperos na panela e cozinho sem óleo. Prefiro colocar um fiozinho de azeite extra virgem no prato. Dá um sabor a mais além de ser mais saudável.
    Beijocas

    ResponderExcluir